quinta-feira, 2 de julho de 2009

Governo de Minas entrega instrumentos musicais para bandas e cria oficinas e treinamentos para músicos

Municípios do Triângulo Mineiro também são beneficiados com o programa

 

 

O governador Aécio Neves entregou nesta quarta-feira (1º/07), no Palácio da Liberdade, instrumentos musicais para 162 bandas de 149 municípios mineiros. Com investimentos de R$ 1,2 milhão, foram entregues 1.887 instrumentos e destinados R$ 300 mil para a realização de oficinas e de treinamentos. Durante a solenidade, o governador determinou que, até o próximo ano, as 175 bandas de Minas Gerais que ainda não foram atendidas pelo Governo do Estado sejam contempladas com instrumentos novos e oficinas.

 

No Triângulo foram beneficiadas a Banda Musical Guilhermina Fraga, de Centralina; a Banda Municipal Maestro Victal Reis, de Monte Alegre de Minas e a Banda de Música Municipal, de Santa Vitória.

 

 "Recorrentemente, ouvia a avaliação de que as bandas de música estavam acabando. Uma das maiores identidades da nossa gente estava a caminho do extermínio. Nesses sete anos de Governo, das 711 bandas registradas na Secretaria de Cultura, 536 já foram atendidas pelo Governo do Estado e tiveram seus equipamentos totalmente renovados e é uma alegria poder ver que o temor de sete anos atrás de extinção das nossas bandas de música, sete anos depois, se transforma num fortalecimento e num novo vigor para as nossas bandas", destacou o governador.

 

A entrega dos instrumentos faz parte do Programa de Apoio às Bandas de Música Civis de Minas Gerais. Desde 2005, foram contempladas 407 bandas de música, em 258 municípios  mineiros, com doação de 6.661 instrumentos, incluindo os que foram entregues nesta quarta-feira. Os investimentos foram de R$ 4,7 milhões, com recursos do orçamento do Governo do Estado e da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig).

 

Treinamento

O secretário de Cultura, Paulo Brant, explicou como os investimentos junto às bandas estão sendo feitos. "Esse programa que foi criado em 2004 vem resgatando, não só com a doação de instrumentos, mas também com o oferecimento de oficinas, de treinamento de maestros, de manutenção de instrumentos, de melhoria do repertório, então, há um movimento no sentido de resgatar e fortalecer esse movimento tão importante para Minas".

 

Durante a solenidade, a banda de Música Santa Cecília, de Pará de Minas, fez uma apresentação, regida pelo maestro Daniel Gonçalves da Silva. Fundada desde 1937, a Santa Cecília é uma das mais tradicionais do Estado.

 

As bandas de música são patrimônio cultural de Minas Gerais há mais de 200 anos. A prefeita de Carmópolis de Minas, Maria do Carmo Rabelo, falou sobre essa tradição e lembrou que em Minas Gerais todos os municípios prezam e admiram seus músicos. "Uma festa com apresentação de uma banda de música se transforma em algo de extraordinário", destacou.

 

Investimentos

 

Paulo Brant destacou que, apesar da crise financeira, os investimentos nas ações de Cultura têm sido ampliados. De 2003 a 2008, o Estado, por meio da Secretaria, investiu mais de R$ 256 milhões na cultura mineira. Além disso, através da Lei Estadual de Incentivo Cultural foram gastos outros R$ 162 milhões para a produção de 3.495 projetos, em 156 municípios.

 

O governador lembrou que o Fundo Estadual de Cultura tem desempenhado um papel fundamental ao descentralizar os investimentos, incentivando ações no interior do Estado.Aécio Neves também fez um balanço dos prêmios culturais, criados pelo Governo de Minas, nos últimos anos.

 

"Temos o Filme Minas, que é uma referência no Brasil, onde patrocinamos produções que tenham motivação em Minas Gerais, criamos o Prêmio de Literatura, um dos maiores do Brasil para estimular os nossos talentos literários e todo ano distribuímos R$ 212 mil, o Prêmio de Artes Cênicas e o Música Minas, que já distribuiu R$ 1,5 milhão", ressaltou.

 

Beneficiados         

Além da região do Triângulo, o Programa de Apoio à Banda de Música beneficiou também: Zona da Mata serão beneficiadas bandas de 29 municípios: Sociedade Musical Sete de Setembro, de Além Paraíba; Corporação Musical Lira Nossa Senhora do Amparo, de Amparo do Serra; Banda Municipal de Antônio Prado, de Antônio Prado de Minas; Corporação Musical Santa Cecília, de Aracitaba; Corporação Musical União Nossa Senhora do Carmo, de Barra Longa; Corporação Muscial Lira Coimbrense, de Coimbra; Corporação Musical Padre Felisberto, de Dom Silvério; Corporação Musical José Ferreira, de Faria Lemos; União Musical Senhora do Rosário, de Guaraciaba; Corporação Musical Lira Santa Cecília, de Jequeri; Corporação Musical Santa Cecília de Itamarati de Minas, de Itamarati de Minas; Corporação Musical Divino Espirito Santo, de Lamim; Banda Maestro Mário Silveira, de Laranjal; Lira Musical 1º de Maio, de Leopoldina; Corporação  Musical Professor Salvador Bergo, de  Lima Duarte; Sociedade Musical Santa Cecília, de Miraí; Sociedade Musical e Cultural Euterpe São José, de Palma; Corporação Musical União 7 de Setembro, de Ponte Nova; Corporação Musical Santo Antônio de Rio Doce, de Rio Doce; Corporação Musical Audetes de Souza Pinto, de Piau;  Sociedade Musical Nossa Senhora Aparecida, de Santos Dumont; Corporação Musical Nossa Senhora das Graças, de Sem Peixe; Corporação Musical Nossa Senhora da Conceição, de Senador Firmino; Corporação Musical  Nossa Senhora da Conceição de Oliveira, Senhora de Oliveira; Corporação Musical  Lira 26 de Julho, de Urucânia; Corporação Musical Lira Antônio Chequer, de Viçosa; Associação Filarmônica Osvaldo Vichi de Oliveira, de Visconde do Rio Branco; Filarmônica Visconde do Rio Branco, de  Visconde do Rio Branco; Corporação Musical Euterpe Carlos Gomes, de Rio Novo;  Banda de Música Lira Rodeirense, de Rodeiro; e Corporação Musical Nossa Senhora da Conceição, de São Miguel do Anta.

 

Na região Sul: Sociedade Musical Santo Antônio, de Alvinópolis; Sociedade Andrelandense Musical São Pio X, de Andrelândia; Banda de Música Fortaleza, de Arceburgo; Corporação Musical Carlos Gomes, de Baependi; Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Nova Estação e Banda de Música 12 de Maio,Cambuquira; Corporação Musical Dom Inocêncio, de Campanha; Banda Municipal de Carmo de Minas, de Carmo de Minas; Banda Musical José Sezarino, de Carvalhópolis; de Corporação Musical Maestro Godofredo de Barros, de Cássia; Banda Municipal Maestro Alcísio de Barros Cobra, de Congonhal; Lira Maestro João Novato, de Guapé; Corporação Musical Lira Itumirense e Corporação Musical São Sebastião, de Itumirim;   Banda Municipal de Jacutinga, de Jacutinga; Associação Musical Lira das Águas, de Lambari; Corporação Musical Américo Baldim, de Monsenhor Paulo; Lira Pousoalegrense, de Pouso Alegre; Corporação Musical Santa Cecília, de São Sebastião do Rio Verde; Sociedade Musical Vicenciana Santa Cecília, de São Vicente de Minas; e Corporação Musical Santa Cecília, de Virgínia.

 

Os municípios da região Centro-Oeste: Corporação Musical 28 de Setembro e Corporação Musical Santa Cecília, de  Campo Belo;  Filarmônica Santa Cecília, de Carmo da Mata; Sociedade Musical Santa Cecília, de Cláudio; Banda  Municipal Santa Cecília, de Carmópolis de Minas; Corporação Musical Santa Cecília, de Ibituruna; Banda de Música Lira Musical Santo Antônio da Pedra, de Igaratinga,;  Banda de Música Lira Vicentina Aterradense, de Luz; Corporação Musical Santa Cecília, de Piracema; Corporação Musical Lira São José, de Piumhi; Associação Cultural Banda Face de Deus, de Passa Tempo; Lira Musical Nossa Senhora da Saúde, de Perdigão e Lira Musical Filarmônica Santa Cecília, de Moema.

 

Na região Central, foram beneficiados: Corporação Musical Lyra Agrário Brandão, deAugusto de Lima; Banda e Orquestra Infanto Juvenil Pequeno Marcos, de Barbacena; Corporação Musical Santa Efigênia, de Brumadinho; Euterpe Santa Cecília, de Buenópolis; Sociedade Musical Sra Mãe de Deus de Roças Novas, de Caeté; Corporação Musical Nossa Senhora das Dores, de Capela Nova; Corporação Musical Nossa Senhora da Conceição, de        Capim Branco; Corporação Musical Santa Cecília de Carandaí,  de Carandaí; Corporação Musical Hermenegildo de Oliveira, de Casa Grande; Banda de Música Nossa Senhora e Banda Lyra da Paz, de Conceição do Mato Dentro; Musical Santa Cecília,  de Conselheiro Lafaiete; Banda Municipal Santa Cecília,  de Coronel Xavier Chaves; Sociedade Musical Barão do Rio Branco,  de Cristiano Otoni; Banda de Música Lira de São Gonçalo, de Datas; Corporação Musical Maestro Olivier, de Dom Joaquim; Sociedade Musical São Sebastião, de Dores de Campos; Banda Nossa Senhora de Brotas,  de Entre Rios de Minas; Banda de Música Arte e Conquista de Felixlândia,  de Felixlândia; Corporação Musical Municipal Padre Diniz,  de Ferros; Instituto Cultural e Artístico Rômulo Ferreira Diniz Junior (Banda mantida pelo Instituto),  de            Fortuna de Minas; Banda de Música Nossa Senhora do Rosário,  de       Funilândia; Corporação Musical Maestro José Candido Vieira,  de  Ibertioga; Banda de Música nossa Senhora das Dores de Itaguara,  de Itaguara; Corporação Muscial Santo Antônio de Itaverava e Corporação Musical São Sebastião, de Itaverava; Corporação Musical Lira Santa Cecília e Fundação Banda de Música Nossa Senhora do Rosário,  de Jaboticatubas; Corporação Musical de João Monlevade,  de João Monlevade; Corporação Musical Imaculada Conceição,  de  Juatuba; Sociedade Musical Lyra Lagoense, de Lagoa Dourada; Corporação Musical Santa Cecília,  de        Madre de Deus de Minas; Lira Musical Garcia Valadares Duarte,  de Maravilhas; Sociedade Musical 16 de Julho e Sociedade Musical São Vicente de Paulo,  de Mariana; Associação de Moradores do Bairro Rosário,   de Nazareno; Corporação Musical Euterpe Lagoana,  de Nova Era; Sociedade Artística e Musical Santo Antônio – SAMS,  de   Ouro Branco, Sociedade Musical Santaritense e Sociedade Musical União Social, de Ouro Preto; Banda de Música Municipal Dárcio Maciel Ribeiro,  de Papagaios; Banda de Música Lira Santa Cecília, de Pará de Minas; Corporação Musical Lira do Espírito Santo,  de Paraopeba; Corporação Musical Heitor Villa-Lobos,  de Ribeirão das Neves; Corporação Musical Pio XII,  de     Rio Piracicaba; Banda de Música Santa Cecília, de Ritápolis; Comunidade de Danças e Cantos Musicais Vida e Adoração e Corporação Musical Nossa Senhora de Lourdes,  de Vespasiano; Sociedade Musical e Cultural Santa Lúcia, Sociedade Musical Lira da Paz, Sociedade Musical São Sebastião, de  Sabará; Corporação Musical Santo Antônio, de   Santa Bárbara; Corporação Musical São Sebastião, Associação Cultural Geraldo Luiz de Brito Sant e Banda de Música Benício Moreira,  de Santa Luzia; Associação Musical São José, de Santana dos Montes; Banda Lira Musical Maestro Chico Vieira, de Serra Azul de Minas; Banda de Música de São Gonçalo do Rio das Pedras, do Serro; Filarmônica do Santíssimo Sacramento de Taquaraçu,  de Taquaraçu de Minas; Corporação Musical Lira do Oriente Santa Cecília e Sociedade Musical Lira Santa Cecília, de São João del- Rei; União Musical Goiabalense,  de São José do Goiabal; Corporação Musical Lira do Juca, de Moeda; Corporação Musical Aníbal Soares de  Oliveira,  de São Domingos do Prata; e Lira Nossa Senhora das Mercês, de São Tiago.    

 

Já na região do Alto São Francisco foram beneficiadas a Lira Musical Centenária e Lira Musical Padre Sérgio Ribeiro - Paróquia Sagrada Família, de Curvelo e     Banda Máximo Pereira, de Pompéu.

 

Nos Vales Jequitinhonha e Mucuri, as bandas e municípios beneficiados são: Sociedade Associação Beneficente,  de Itaporé;  Banda de Música   Benviver , de    Coronel Murta; Crporação Musical São João Batista, de Itamarandiba; Banda de Música Pedra Verde, de  Itaobim; Grêmio Lítero Musical Filarmônica Nosso Sonho, de Jenipapo de Minas; Grêmio Cultural Bartolomeu de Almeida Franca, de    Jequitinhonha; Grêmio Lítero Musical Euterpe Conceição, de Minas Novas; Centro de Assistência ao Menor (Ceam), de Nanuque; Associação Femenina e Comunitária Santoantonense, de Santo Antônio do Jacinto; Corporação Musical Manoel Alecrim, de Veredinha; Escola de Música Filarmônica Virgolapense, de Virgem da Lapa; Grêmio Litero-Musical Sete de Setembro,  de Francisco Badaró; Lira Harmônica São Bento,  de Novo Cruzeiro.

 

Na região Noroeste, as instituições beneficiadas são: Sociedade Corporação Musical Lyra Paracatuense, de Paracatu; Banda de Música Municipal de Lagamar, de Lagamar; Corporação Musical 27 de Abril, de          Lagoa Grande; Banda Municipal Santa Cecília, de São Gonçalo do Abaeté; Banda de Música Municipal de Vazante, de Vazante; Corporação Musical Sinfônica Arinense, de Arinos.

 

Na região do Alto Paranaíba foi beneficiada a Sociedade Lira Mariana Patense, de   Patos de Minas. Já Na região Norte as bandas que receberão instrumentos são: Associação Musical Antônio Felizardo, de São Francisco e Euterpe Fraternidade, de Brasília de Minas.   

 

Na região Leste foram beneficiadas a Corporação Musical Santa Cecília, de Caratinga; Corporação Musical Cristalense Cristais, de Rio Doce; Associação Musical de Inhapim, de Inhapim; Banda Municipal Genuíno Napoleão Magalhães, de Ipanema; Corporação Muscial de Marliéria; de Mariléia; Lira Paroquial Treze de Junho, de Peçanha e a Banda de Música Municipal de Tarumirim, de Tarumirim. 


Agência Minas



--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Seguidores