segunda-feira, 20 de junho de 2011

Três cursos entram em debate hoje ao vivo na Mostra das Profissões da UFMG

Professores da Escola de Ciência da Informação da UFMG conversam hoje, 20 de junho, com candidatos ao vestibular sobre três cursos oferecidos pela UFMG. A conversa será ao vivo, às 15 horas, pela rádio UFMG Educativa. Vera Lúcia Abreu, Marlene Oliveira e Paulo da Terra Caldeira são os professores convidados. Eles vão debater sobre três cursos abrigados pela Escola de Ciência da Informação: biblioteconomia, museologia e arquivologia.
O programa pode ser sintonizado na frequência 104,5 FM ou acessado no endereço www.ufmg.br/radio. Perguntas devem ser enviadas ao twitter da emissora (@ufmgeducativa) ou feitas pelo telefone (31) 3409-6416
O debate integra a série de atividades projetadas para a Mostra das Profissões da UFMG (www.ufmg.br/mostradasprofissoes), com o objetivo de orientar os candidatos na escolha de seu curso. Uma das questões que devem ser abordadas hoje pelos debatedores será a diferença entre os três campos de conhecimento que eles vão apresentar.
Conheça o perfil acadêmico dos professores convidados:
Vera Lúcia Furst Gonçalves Abreu, coordenadora do curso de arquivologia, possui especialização em biblioteconomia pela UFMG, onde, atualmente, é professora assistente.
Marlene Oliveira Teixeira de Melo, professora do curso de biblioteconomia, graduou-se nessa área e realizou mestrado em ciência da informação pela UFRJ. Em 1988, doutorou-se no mesmo curso pela UnB. É professora associada da UFMG e dedica-se, em seus estudos, a questões como paradigmas, gestão e recuperação da informação, além de uso e usabilidade da informação.
Paulo da Terra Caldeira, coordenador do curso de museologia, é professor adjunto da UFMG, onde também se graduou em biblioteconomia. Fez seu mestrado em ciência da informação pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Seus temas de pesquisa giram em torno de biblioteca escolar, fontes de informação, obras raras, ciência da informação, e outros.

Novo modelo
A Mostra das Profissões, promovida desde 2004 pela UFMG com o objetivo de orientar futuros universitários em suas escolhas profissionais, está sendo realizada este ano em formato virtual. O novo modelo, que começou dia 8 de junho, substitui a edição presencial e busca ampliar o alcance do evento, usando, para isso, todas as potencialidades da internet. Desde 17 de maio os estudantes já podem ter acesso a informações básicas sobre os cursos oferecidos na UFMG no hotsite da Mostra (http://www2.ufmg.br/mostradasprofissoes/), onde encontram dados sobre os cursos de cada área de conhecimento em formato de textos e fotografias.

Desde o dia 8 de junho já estão disponíveis no hotsite vídeos, informações sobre o mercado, perfil do profissional, links relacionados, depoimentos de alunos e um quiz interativo e divertido, cujo objetivo é mostrar ao usuário o quanto ele sabe sobre o curso pretendido. 

O objetivo maior da universidade, que é democratizar a informação e promover a inclusão, vai ao encontro dessa nova proposta, uma vez que estudantes de todas as partes do país e até do mundo poderão ter acesso às informações sobre os cursos e programas da UFMG, antes disponíveis somente durante três dias e para um público determinado. Na edição 2010 da Mostra das Profissões a universidade recebeu cerca de 70 mil visitantes. 

Na Mostra Virtual das Profissões os estudantes continuarão a ter acesso às informações ministradas pelos professores sobre seus cursos de interesse, porém em formato de vídeo. O evento, em seu formato virtual, oferece aos estudantes a possibilidade de conhecer a UFMG em sua totalidade de cursos, o que não era possível em sua forma presencial, pois, mesmo que houvesse interesse por parte do visitante, os horários das palestras restringiam o acesso pelo fato de muitas acontecerem simultaneamente.

Outro aspecto da Mostra Virtual que irá favorecer a tomada de decisão por parte dos estudantes na escolha da profissão é o tempo de duração. Diferente da forma presencial, que acontecia durante três dias, o evento terá duração de, no mínimo, quatro meses. Nesse período, o estudante poderá visitar o site quantas vezes forem necessárias, ler sobre cursos que até então não havia considerado como opção e, assim, tomar sua decisão com mais calma e segurança.

Assessoria de Imprensa Cedecom/UFMG 

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Seguidores