sexta-feira, 9 de abril de 2010

Jovens esperam mais atenção dos políticos

Alair Vieira / ALMG

Expresso Cidadania ensina a importância do jovem nas eleições

Mais do que apenas contribuir para que os alunos tirem o título eleitoral, o Expresso Cidadania ensina os jovens sobre a importância de cada um na construção de um país melhor. Essa é a opinião de professores que estiveram presentes no último dia de atividades do projeto, em Caratinga (Vale do Rio Doce). O projeto é promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais com o apoio da Secretaria de Estado de Educação e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG). Nesta sexta-feira (9/4/10) foram realizadas atividades na parte da manhã e da tarde. Na próxima semana, a caravana estará em Almenara e Araçuaí.

Para o diretor da Escola Estadual Professor Joaquim Nunes, Sebastião de Oliveira, o Expresso Cidadania é um projeto que já deu certo, pois está contribuindo diretamente para promover uma mudança na atitude dos jovens. "Nós não mudamos o mundo em um dia, mas são ações como o Expresso Cidadania que vão aos poucos construindo essa transformação", afirmou.

Segundo ele, ao utilizar as oficinas e a linguagem da música e do teatro para ensinar, o Expresso tem uma grande capacidade de sensibilizar os jovens e promover um verdadeiro aprendizado. "Tudo que foi mostrado aqui poderia ser ensinado através de uma apostila na sala de aula, mas com certeza os alunos não aprenderiam da mesma forma", afirmou.

No Expresso Cidadania, a importância da participação política e do voto é mostrada para os jovens através de várias atividades, entre elas uma peça de teatro recheada de apresentações musicais ao ritmo de rap, samba e frevo. Os estudantes também participam de oficinas de texto, imagem, som e teatro e assistem a palestras, que em Caratinga foram ministradas pelo ator Marcos Frota, mestre de cerimônias do evento, pelo juiz eleitoral Alexandre Ferreira e pelo professor da Escola do Legislativo Léo Noronha.

Complemento às aulas - Já o professor de Sociologia e Geografia, Valter José Evangelista, comemorou quando ficou sabendo que seus alunos iriam participar das atividades do Expresso. "Foi uma feliz coincidência, pois eu estava justamente trabalhando com os alunos na sala de aula os conceitos de cidadania e importância do voto", afirmou.

Para Valter Evangelista, além de ser positivo o fato de retirar os alunos do ambiente escolar, o projeto serve como um reforço do que é ensinado nas escolas. Ele também destacou o fato de que com o Expresso os alunos têm o primeiro contato com o voto, ao participar da oficina do Caleidoscópio. Na atividade, após assistirem a uma série de vídeos sobre acidentes ambientais e iniciativas de preservação, os estudantes fazem uma votação simbólica em urnas cedidas pela Justiça Eleitoral sobre programas de governo que tratam da proteção do meio ambiente.

Expresso já emitiu mais de 2.500 títulos eleitorais

Em dois dias de evento em Caratinga, participaram um total de 1.002 alunos das Escolas Estaduais Isabel Vieira, Princesa Isabel, José Augusto Ferreira, Professor Joaquim Nunes e Moacyr de Mattos, e foram emitidos 338 títulos e eleitor. O Expresso Cidadania já percorreu dez municípios, emitiu 2.565 títulos eleitorais e contou com a participação de 9.060 estudantes nesta edição. Até 30 de abril, serão 16 cidades visitadas pela caravana.

De acordo com dados do TRE-MG, em janeiro de 2010, 483 jovens de 16 e 17 anos possuíam o título eleitoral em Caratinga, o que representava 1,54% do total do eleitorado do município. Após a passagem do Expresso Cidadania, esse número subiu para 822, o que, de acordo com os dados de janeiro, representa 2,62% do eleitorado local.

Uma das alunas a tirar o título eleitoral, Letícia Araújo, 15 anos, afirmou que já tinha vontade de poder votar. "Agora, com o título em mãos, as coisas vão ser diferentes. Antes eu só podia dar minha opinião e falar para os outros em quem eu achava que eles deveriam votar, agora eu mesma vou poder dar o meu voto", disse.

Outra nova eleitora de Caratinga, Raine de Souza, 16 anos, destacou que aprendeu com o Expresso que com o voto os jovens podem fazer valer sua vontade. "Nós agora vamos poder fazer diferença na escolha de quem vai governar", considerou. Ela espera que o voto dela possa contribuir para construir um novo país. "Tem muita coisa que precisa mudar, especialmente na educação. Precisamos de mais verba para as escolas e de mais computadores na sala de aula", concluiu.

Internet - O projeto está também na internet, no endereço www.almg.gov.br/expresso. O Expresso Cidadania tem o apoio da MTV Minas - que apresenta inserções sobre as atividades em sua programação -, da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude, do Ministério Público Estadual, da Fiemg, da Prefeitura de Belo Horizonte e de entidades do movimento estudantil.

Assessoria de Imprensa ALMG www.almg.gov.br


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Seguidores