segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Chega ao fim a 23ª Gincana do Caminhoneiro

O paranaense Roberto Polli leva para a casa um caminhão VW Constellation 24.250, série especial "30 anos"/Luciano Abdo/FarolCom

Prova amadora voltada aos profissionais do volante que transportam cargas pelas estradas, a Gincana do Caminhoneiro tem, ao longo dos seus 23 anos, proporcionado a uma legião de caminhoneiros a chance de mudar de vida. E neste 20 de novembro, 18 caminhoneiros disputaram, no braço, o tão cobiçado prêmio da 23ª Gincana do Caminhoneiro: um caminhão VW Constellation 24.250 zero km.

A grande final do evento - que conta com promoção da Revista Caminhoneiro, patrocínio da MAN Latin América (fabricante dos caminhões e ônibus Volkswagen) e apoio da Cummins, através da unidade de negócios Fleetguard - foi realizada no Posto do Décio Parada Bonita, localizado no km 640 da BR 365, em Uberlândia /MG, quando os classificados nas seis etapas da disputa - realizadas ao longo do ano nas cidades de Ananindeua/PA, Rio Grande/RS, Maringá/PR, Luis Eduardo Magalhães/BA, Campina Grande/PB e Uberlândia/MG - foram para a pista mostrar habilidade no slalom, o ziguezague entre os cones.

Após um dia com três tomadas de tempo, com pistas de traçado diferenciado, mais uma prova de legislação e cidadania, além de muita adrenalina, o resultado foi anunciado e o caminhão Volkswagen Constellation 24.250 foi o prêmio do caminhoneiro Roberto Polli, de Colombo/PR, o grande campeão, com o tempo médio de 24 segundos e 584 milésimos. João Edson Lazaroto, de Colombo/PR, e Joaquim Batista Veríssimo, de SãoLuís/MA, respectivamente segundo e terceiro colocados, levaram para casa um notebook oferecido pela organização do evento. O tempo deles foi de 25 segundos e 551 milésimos e 30 segundos e 155 milésimos, respectivamente.

Confira a performance dos participantes no site www.chronosat.com.br .

Denise de Almeida e Núbia Boito | Lilás

Leia também:

Seguidores