terça-feira, 19 de julho de 2011

Sine oferece cerca de 1.000 vagas para pessoas com deficiência em todo o Estado

O Sistema Nacional de Emprego (Sine) está com cerca de 1.000 vagas abertas para trabalhadores com deficiência em todo o Estado e nas mais diversas ocupações. Os salários chegam a R$ 4 mil, de acordo com a escolaridade exigida.

As ocupações com maior número de vagas são as de cobrador, auxiliar administrativo, auxiliar de serviços gerais, carpinteiro, operador de caixa, repositor e servente de limpeza. Mas também há vagas para motorista, eletricista, mecânico, gerente financeiro e bibliotecário, entre centenas de outras.

O trabalhador em busca de colocação no mercado de trabalho pode se candidatar a uma vaga em qualquer unidade de atendimento ao trabalhador do Sine, que também oferece cursos de qualificação, emissão da carteira de trabalho e encaminhamento do processo de seguro-desemprego.

Atendimento exclusivo

Embora todas as unidades do Sine estejam preparadas para atender às pessoas com deficiência, o trabalhador pode contar ainda com a unidade do Sine Caade (Coordenadoria Especial de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência), uma unidade exclusiva de apoio a esse público, que dispensa o agendamento prévio de atendimento para emissão de carteira e requerimento do seguro-desemprego. A unidade, que funciona em Belo Horizonte, realizou de janeiro a julho de 2011, 1.584 atendimentos a pessoas com deficiência.

Segundo o secretário de Estado de Trabalho e Emprego, Carlos Pimenta, também já foi solicitada ao Ministério do Trabalho e Emprego a disponibilização do andar térreo do prédio em que funciona o Sine Curitiba, no Centro de Belo Horizonte, a fim de oferecer mais um espaço exclusivo de atendimento às pessoas com deficiência. "Estamos seguindo a determinação do governador Antonio Anastasia, que é oferecer a todos os cidadãos mineiros a oportunidade de se inserir no mercado de trabalho. Para isso, estamos buscando alternativas que facilitem também a inserção de pessoas com deficiência", afirma.

Hugo Trindade Moreira é deficiente físico e estava à procura de uma colocação no mercado de trabalho. Segundo ele, o Sine Caade fez grande diferença na sua mudança de emprego. Ele, que trabalhava com tecnologia da informação, queria voltar a atuar na área administrativa, na qual já tem experiência, e, por meio do Sine Caade, conseguiu um emprego que atendesse a suas expectativas. "Fui ao Sine para ver as vagas e saí bastante satisfeito. Logo encontrei uma compatível com meu perfil, peguei a carta de encaminhamento e, no mesmo dia marquei a entrevista com a empresa e fui contratado", conta.

Para consultar as vagas de emprego disponíveis e conhecer mais sobre os serviços oferecidos pelo Sine os interessados podem acessar o site www.trabalho.mg.gov.br.

via Agência Minas

--
FarolCom | Coletivo de Imprensa
rede web de informação e cultura

Seguidores