terça-feira, 26 de julho de 2011

Secretaria de Saúde alerta para a necessidade da prevenção de acidentes de trabalho

É importante que o funcionário saiba dos riscos no seu ambiente de trabalho/André Brant/SES MG

Nesta quarta-feira (27), é celebrado o Dia Nacional da Prevenção de Acidentes de Trabalho. E pensando nisso, para reduzir acidentes, a Secretaria de Estado de Saúde (SES), através da Diretoria de Saúde do Trabalhador, implementa ações de vigilância dos ambientes, processos e condições de trabalho. De 2010 a junho de 2011 foram capacitados 700 profissionais em todo o Estado, entre médicos, enfermeiros e coordenadores de Pronto-Atendimentos, Núcleos de Vigilância Epidemiológica, Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, além de coordenadores municipais da Atenção Primária à Saúde.

De acordo com a diretora de Saúde do Trabalhador da SES, Elice Eliane Ribeiro, é importante que o funcionário se inteire dos riscos e perigos presentes no seu ambiente de trabalho, como maneira de se proteger. "O fundamental é investir em prevenção e promover ambientes de trabalho mais saudáveis e seguros. Quer dizer, antes das empresas pensarem nos equipamentos de proteção individual, devem considerar os processos de trabalho mais saudáveis e nos equipamentos de proteção coletiva. É importante, também, estabelecer parcerias entre o serviço de saúde e as empresas", afirma.

No geral, caracterizam-se como acidentes de trabalho os acontecimentos que ocorrem durante o serviço ou no trajeto entre a residência e o local de trabalho provocando lesão no funcionário. Já os acidentes de trabalho graves, segundo a diretora, são aqueles que resultam em mortes, mutilações ou que acontecem com pessoas menores de 18 anos.

Entre os problemas mais recorrentes estão: acidentes com material biológico, queimaduras em mãos e dedos, cortes, fraturas e esmagamentos. Existem, ainda, algumas doenças que estão diretamente relacionadas ao trabalho como a Lesão por Esforço Repetitivo (LER), o Distúrbio Ósteomuscular (DORT) e a Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR).

Elice explica que quando acontece um acidente de trabalho, a empresa deve comunicar à Previdência Social até o primeiro dia útil seguinte ao da ocorrência e, em caso de morte, de imediato, sob pena de multa. "Se por algum motivo a empresa não comunicar o acidente, o próprio acidentado, seus dependentes, médico que o assistiu ou a entidade sindical a qual pertence pode formalizar o fato", ressalta.

Ginástica Laboral
A Ginástica Laboral, ramo relativamente novo para a maioria das empresas, foi desenvolvida com o intuito de resolver ou minimizar, através da atividade física, os problemas de saúde relacionados aos mais diferentes tipos de trabalho. Esse tipo de atividade, realizada no próprio local de trabalho, tem curta duração e consiste em uma série de exercícios físicos leves, alongamentos, que podem prevenir doenças, além de aliviar a tensão e o estresse.

A incorporação deste tipo de ginástica trás resultados positivos para a empresa e o funcionário. Entre os benefícios citados por Elice estão a melhora dos movimentos bloqueados por tensões emocionais; a eliminação de toxinas pela melhora da circulação sanguínea; a prevenção de lesões musculares; a melhora na sociabilização, concentração, agilidade e o aumento da produtividade.

A servidora pública Virgínia Freitas disse que sempre que pode participa da Ginástica Laboral que acontece toda semana na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves. "Como trabalho a maior parte do tempo sentada, a ginástica ajuda a melhorar minhas tensões musculares fazendo com que eu tenha um desempenho melhor ao longo do dia", comenta.

--
FarolCom | Coletivo de Imprensa
rede web de informação e cultura

Seguidores