quarta-feira, 8 de junho de 2011

Detentas de Vespasiano começam a produzir sacolas ecológicas

Divulgação/Seds MG
Detentas do Presídio de Vespasiano durante fabricação de sacolas ecológicas
Detentas do Presídio de Vespasiano durante fabricação de sacolas ecológicas

VESPASIANO (07/06/11) - A proibição do uso de sacolas plásticas, já em vigor em Belo Horizonte, está servindo como oportunidade de reinserção social para um grupo de detentas do Presídio de Vespasiano, na Região Metropolitana da capital. A unidade prisional firmou parceria com a empresa Embalaggio, especializada na produção de sacolas ecológicas, contratando dez presas para fabricar o produto, durante o cumprimento da pena. Em troca, elas recebem ¾ do salário mínimo e remissão de pena, reduzindo um dia na sentença a cada três trabalhados.

De acordo com o diretor de atendimento e ressocialização da unidade, Edson Caldeira Pereira, a parceria confirma o esforço do sistema prisional de Minas Gerais em oferecer aos internos oportunidades de seguir novos caminhos por meio do trabalho. "Além de proporcionar renda e profissionalização, preenche o tempo ocioso e consiste em um incentivo importante para a ressocialização", alega.

Seleção

A seleção das presas beneficiadas pela iniciativa foi feita pela Comissão Técnica de Classificação da unidade prisional, levando em consideração comportamento e habilidade das internas, entre outros aspectos. Apesar de ter começado com 10 detentas, as contratações podem chegar a 20, caso haja aumento da demanda. Antes de começar a trabalhar, elas passaram por um período de treinamento e capacitação, oferecidos pela própria empresa, pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) e pela Secretaria de Estado de Educação (SEE).

A parceria firmada não consiste na primeira experiência da empresa Embalaggio com uma unidade prisional. A mão de obra de detentos da Penitenciária José Maria Alckmin, em Ribeirão das Neves, também na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), já é utilizada por eles na fabricação de embalagens. De acordo com o gerente de produção do presídio, Thiago Tolentino Cruz, a parceria já dura quatro anos e beneficia, atualmente, 22 detentos. "Os internos realizam o trabalho de colagem das alças nas sacolas, que já vêm prontas. Elas possuem um selo que identifica o produto como sendo feito pelos sentenciados", explica.

Solenidade

Para celebrar a nova parceria, o Presídio de Vespasiano promoveu uma solenidade que contou com a presença do diretor da Embalaggio, Antônio Eduardo Baggio, e da gerente de Recursos Humanos da empresa, Letícia Baggio, além do diretor geral da unidade, Reginaldo Santos Soares, e das detentas do pavilhão feminino. 

Uma campanha de redução do tabagismo está sendo realizada no Presídio de Vespasiano, ainda como fruto da parceria firmada com a empresa Embalaggio. As detentas são incentivadas a não fumar durante o período em que estão trabalhando.

Agência Minas
-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa 

Seguidores