domingo, 29 de maio de 2011

Floração realiza Aula Espetáculo

Alunos do programa Floração participam de Aula Espetáculo em ritmo de samba

 

"Eu sou o samba, a voz do morro sou eu mesmo sim senhor..". O samba educa. Por meio dele, podemos aprender mais sobre nossas origens culturais e diversidade, a preservar a nossa história e reconhecer nessa expressão cultural a nossa identidade. Na próxima terça-feira, 31 de maio, 1.500 alunos da rede municipal de ensino de Belo Horizonte, do programa Floração, terão, às 16h30m, um encontro com a música de Zé Keti, Chico Buarque, Paulo César Pinheiro e de outros compositores no Teatro Topázio, no Minas Centro. É a Aula Espetáculo com a educadora e cantora Elzelina Dóris, que leva o projeto "Cantando a História do Samba " a escolas mineiras  com sambas tradicionais e contemporâneos. A Aula Espetáculo também contará com a participação especial do grupo Verdade Seja Dita. Instrumentos como violão de sete cordas, cavaquinho e percussão, e a batida do Hip Hop vão encantar alunos e professores  do programa Floração, que adota o Telecurso na rede municipal de ensino.

 

No Floração, uma parceria  da prefeitura municipal com a Fundação Roberto Marinho,  é oferecida a 5 mil alunos do ensino regular, com defasagem idade-série e idades entre 15 e 19 anos, a oportunidade de concluir o Ensino Fundamental – Segundo Segmento.

 

A Aula Espetáculo será apresentada pela jornalista Isabela Scalabrini e contará com a participação da secretária municipal de Educação, Macaé Evaristo, e da gerente geral de Educação e Implementação da Fundação Roberto Marinho, Vilma Guimarães. Estarão presentes, além dos estudantes que representarão as 94 escolas onde o programa acontece, professores e coordenadores que acompanham todas as ações. O Floração teve início em dezembro de 2009 e está nas nove regionais de ensino de Belo Horizonte: Barreiro, Centro Sul, Leste, Noroeste, Nordeste, Norte, Oeste, Pampulha e Venda Nova.

A Aula Espetáculo é uma atividade pedagógica que promove uma experiência fora do contexto da sala de aula e incentiva o interesse dos alunos pela pesquisa,  pela arte e pela sua cultura. A atividade envolve todos  os participantes do programa Floração e, com isso, contribui para o fortalecimento dos vínculos sociais, por meio do reconhecimento das identidades  e da valorização da diversidade cultural local.

O Telecurso é uma proposta pedagógica pensada para corrigir a distorção idade-série dos estudantes da escolaridade básica. Pensada também para Educação de Jovens e Adultos, e, ainda, uma proposta de inclusão, de valorização e reconhecimento da cidadania dessa parcela da população.

             O Telecurso®

 O Telecurso® é uma iniciativa conjunta da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e da Fundação Roberto Marinho. Seus materiais, que consistem em teleaulas e livros, foram elaborados especialmente para o programa, por alguns dos mais experientes educadores, mestres e doutores das principais universidades brasileiras. 

Como indicador de sua importância para a educação no país, o Telecurso® foi escolhido, em 2001, como currículo de referência nacional para a avaliação de jovens e adultos por meio do Exame Nacional para Certificação de competências de Jovens e Adultos (Encceja).

O Telecurso® tem organização modular e utiliza a Metodologia Telessala™, que trabalha a construção coletiva do conhecimento, correlaciona conceitos com o cotidiano e possibilita uma abordagem interdisciplinar. Na Metodologia Telessala cria-se um ambiente de aprendizagem, pesquisa, construção e criatividade, em que professores, apoiados por livros didáticos do Telecurso tornam-se dinamizadores do processo e os seus alunos corresponsáveis pelo seu próprio processo de aprendizagem.

A tecnologia educacional Telecurso® (Metodologia Telessala™ e material didático do Telecurso) é reconhecida nacional e internacionalmente como uma tecnologia que promove qualidade na educação, tendo sido implementada em mais de 30 mil salas de aula e beneficiado mais de seis milhões de pessoas em todo o Brasil. Atualmente está presente no Guia de Tecnologias Educacionais do MEC – 2010.

Adriana Martins | Imprensa/Fundação Roberto Marinho

Monique Melo | Approach 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa 

Seguidores