quinta-feira, 24 de março de 2011

Minas anuncia Observatório Sismológico em Montes Claros

Divulgação/AMAMS
O meteorologista Ruibran dos Reis apresentou o prognóstico da estiagem
O meteorologista Ruibran dos Reis apresentou o prognóstico da estiagem

MONTES CLAROS (23/03/11) - O Governo de Minas, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec), anunciou nesta quarta-feira (23), em Montes Claros, a instalação de um Observatório Sismológico no município da região Norte do Estado. Durante reunião realizada na sede da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (AMAMS), o chefe de Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Luis Carlos Dias Martins, garantiu que a medida é uma determinação do governador e será tratada com a máxima urgência pelos órgãos envolvidos.

O evento, promovido pela Cedec e pela AMAMs, teve como objetivo traçar um diagnóstico para os recentes tremores de terra ocorridos na região. "O sismógrafo que será instalado Montes Claros será um dos mais modernos e de nível internacional, e permitirá um estudo mais preciso e avançado em relação aos abalos e as suas escalas", informou o coronel Luis Martins. Segundo ele, já estão sendo mantidos contatos entre a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e a Universidade Nacional de Brasília (UNB) para acertar uma parceria técnica. A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) também fará parte do processo de implantação do observatório.

Durante o encontro, que reuniu cerca de 150 pessoas entre prefeitos da região, coordenadores municipais de defesa civil, engenheiros, estudantes e profissionais da área, o secretário-executivo da Cedec-MG, tenente-coronel Eduardo César Reis, afirmou  que a Defesa Civil está cumprindo sua missão de ajudar a monitorar a ocorrência de abalos sísmicos na região. O objetivo é apresentar diagnósticos para informar, orientar e preparar a população. Ele reforçou que cada prefeitura deverá elaborar um plano de contingência por meio das coordenadorias municipais de Defesa Civil.

Palestra sobre tremores

A reunião em Montes Claros contou ainda com palestra do chefe do Observatório Sismológico da UNB, o professor Lucas Barros, que abordou sobre os recentes tremores de terra que atingiram o Norte do Estado. O especialista explicou aos participantes que existe na região uma "fonte sismogênica", ou seja, uma fenda geológica causadora dos abalos. "A instalação de uma estação sismográfica em Montes Claros vai estudar detalhadamente a extensão da falha no terreno e a possibilidade de outros abalos", afirmou.

O professor Barros informou ainda que, a partir dos estudos, será possível determinar a extensão da falha geológica, bem como a realização de um levantamento sobre a magnitude máxima de outros tremores que poderão ocorrer na cidade. Com isso, será possível recomendar medidas preventivas.  "Infelizmente, mesmo que fossem previsíveis, os tremores seriam inevitáveis. O que temos de fazer é levantar as características das fontes sismogênicas", concluiu o especialista.

Medidas contra a seca

Ainda durante o evento, o coronel Luis Carlos Dias Martins adiantou aos participantes que a Defesa Civil Estadual está em processo de conclusão do Plano de Enfrentamento do Período de Estiagem. "Esse plano será apresentado ao Comitê da Seca em breve e contará com a participação efetiva de diversos órgãos do governo estadual", disse.  Em Minas, 188 municípios fazem parte do Projeto Estruturador de Convivência com a Seca.

Na ocasião, o meteorologista Ruibran dos Reis apresentou o prognóstico da estiagem na região. Segundo ele, a seca começará em meados de abril e seguirá dentro da normalidade prevista para o período.

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa 

Seguidores