quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Sul de Minas liderou a produção de milho no Estado em 2010

Divulgação/Emater MG
O milho é uma tradição no Sul de Minas
O milho é uma tradição no Sul de Minas

BELO HORIZONTE (26/01/11) - Famosa por ser a região que mais produz café no Estado, o Sul de Minas também se destacou com a produção de milho em 2010. Os produtores da região colheram 1,3 milhão de toneladas no ano passado, o equivalente a 21,5% da safra estadual. Em seguida ficou a região do Alto Paranaíba, com 1,2 milhão de toneladas, que representa 21,1% do total colhido em Minas Gerais. Os números foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"O milho é uma tradição no Sul de Minas. Ele ocupa áreas mais baixas, enquanto o café é cultivado em locais mais montanhosos", explica o gerente regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) em Alfenas, Wilson Lasmar. Segundo ele, 70% das propriedades que cultivam milho na região estão nas mãos de pequenos produtores. "Mas aqui prevalece o uso de alta tecnologia, com boa adubação do solo e uso de sementes de qualidade", diz o gerente.

Outro fator determinante para a boa produção de milho no Sul de Minas é o clima. "Não há necessidade de irrigação, pois há chuva suficiente. Além disso, o calor também ajuda. Temos bons índices de produtividade no Sul", comenta Lasmar.

Alto Parnaíba lidera em 2011 

O ranking dos maiores produtores de milho do Estado deverá mudar após a colheita da safra de 2011. A primeira previsão divulgada pelo IBGE para este ano indica que a região do Alto Paranaíba deve assumir a liderança.

"Está previsto um aumento de 6,3% da primeira safra de milho no Alto Paranaíba, com uma produção estimada de 1,4 milhão de toneladas, enquanto a produção no Sul de Minas deve se estabilizar", explica o superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), João Ricardo Albanez. 

A melhoria do preço do milho pago ao produtor explica o crescimento da produção no Alto Paranaíba. No final de janeiro de 2010, o preço da saca de 60 quilos era comercializado por aproximadamente R$ 18,00. Neste ano, o valor é de cerca de R$ 37,00. 

"O horizonte de bons preços para este ano estimulou os produtores da região a investir no plantio do milho. Além disso, o clima ajudou muito e as lavouras estão com excelente aspecto. Se tudo correr bem, vamos ter uma excelente produtividade em 2011", comenta o coordenador regional da Emater-MG de Patos de Minas, Marco Aurélio Gomes Torres. 

A grande procura por milho no mercado internacional explica a elevação dos preços. "Houve quebra da safra de trigo na Europa e por isso muitos produtores tiveram que optar pelo milho para a alimentação animal. Além disso, o fenômeno La Niña prejudicou a safra de milho de alguns países produtores. Outro fator é o aumento de consumo de países como a China", comenta João Ricardo Albanez.

Agência Minas
-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa 

Seguidores