terça-feira, 27 de abril de 2010

Programa distribui equipamentos de baixo consumo de energia

Carlos Alberto/Imprensa MG
Governador e a presidente da Apae de Campo Belo, Antonieta de Oliveira
Governador e a presidente da Apae de Campo Belo, Antonieta de Oliveira

CAMPO BELO (26/04/10) - O governador Antonio Anastasia assinou, nesta segunda-feira (26), em Campo Belo, no Sul de Minas, termo de doação de geladeiras, chuveiros, lâmpadas e outros equipamentos de baixo consumo de energia para 17 entidades sociais de cinco municípios da região. A distribuição desses equipamentos faz parte do projeto Energia do Bem, integrante do Programa de Eficiência Energética (PEE) daCemig que já beneficiou 1.409 instituições com mais de R$ 23,5 milhões.

"Temos, de maneira muito positiva, um projeto social muito ativo, que significa um respeito às entidades filantrópicas e beneficentes. Essas entidades estão recebendo o apoio da Cemig, do Servas, do Governo do Estado, para reduzir a conta da tarifa de energia e poder gastar seus recursos mais com as pessoas que atendem. É um projeto muito positivo que tem ocorrido em toda Minas Gerais", explicou o governador.

Além de Campo Belo, entidades de Candeias, Cristais, Santana do Jacaré e São Francisco de Paula serão beneficiadas pelo Energia do Bem. Serão beneficiadas instituições de longa permanência para idosos, creches, Apaes, abrigos, albergues, casas de passagem, casas-lares e centro de recuperação para dependentes químicos com equipamentos que geram economia de energia, além de permitir mais conforto e segurança.

O tipo de equipamento a ser instalado em cada instituição é definido a partir da avaliação dos técnicos da Cemig que visitam os locais. O programa substitui lâmpadas incandescentes por fluorescentes, instala chuveiros com recuperador de calor e substitui geladeiras de alto consumo de energia por outras mais eficientes. Todos os serviços são gratuitos sem nenhum ônus para as entidades. 

Em Campo Belo, serão beneficiadas a Apae; a Associação de Promoção e Ação Social Cinira Silva/Clube Apas; a Creche Delminda Botelho; a Associação dos Deficientes Físicos de Campo Belo; a Comunidade Terapêutica Projeto Vida Nova (Provin); o Lar das Crianças Pedacinho do Céu e o Núcleo Assistencial Esperança; Serviço de Obras Sociais - SOS (sendo quatro unidades do SOS distintos). Em Candeias será beneficiada a Apae; em Cristais a Apae; Casa Lar 1 e Casa Lar 2. Santana do Jacaré recebe benefícios para o Centro Municipal de Educação Infantil Dona Mariana Ribeiro de Avelar; e São Francisco de Paula recebe os recursos na Apae. 

Em Campo Belo, o governador Antonio Anastasia foi recebido por alunos da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), uma das entidades contempladas. A presidente da Apae, Antonieta de Oliveira Ferreira, afirmou que o Energia do Bem tem um significado muito especial para a instituição. 

"Esse projeto vai trazer uma redução muito grande nos gastos com energia e, a partir de agora, as geladeiras serão substituídas por outras mais econômicas, tem energia solar, como também as lâmpadas serão todas trocadas. Isso é muito importante para nós, essa redução nos custos, porque isso nos dará condições de investir em outras utilidades, visando uma melhor qualidade de vida para os nossos assistidos", comemorou.

O Energia do Bem é um dos projetos integrantes do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Cemig, do qual também fazem parte outros projetos, como Aquecimento Solar em instituições de longa permanência para idosos e nas casas construídas pela Cohab/MG e já investiu cerca de R$ 885 mil região. O Energia do Bem foi lançado há um ano, em parceria entre Servas, Cemig e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese)

Gestão Pública 

Ainda em Campo Belo, o governador Antonio Anastasia participou do Seminário de Direito Administrativo - Controle da Administração Pública. Durante a abertura do evento, Anastasia falou sobre o profissionalismo da gestão pública.

"Não adianta investirmos em educação, segurança, saúde, infraestrutura, agropecuária, saneamento, habitação, se não tivermos, a sustentar esse edifício, de maneira muito robusta, musculosa e vitaminada, uma administração pública eficiente, vocacionada para os resultados, uma administração pública profissional".

Antonio Anastasia ressaltou que o Governo de Minas, em razão das políticas inovadoras adotadas e dos resultados alcançados, se tornou modelo de gestão no país e ganhou reconhecimento de instituições de fomento internacional como Banco Mundial. O governador afirmou também que o Poder Judiciário, Receita Federal, Receitas dos Estados e o Serviço Diplomático Brasileiro são exemplos positivos da eficiência do Estado.

O seminário acontece até esta terça-feira (27) e terá a participação do presidente da OAB, mestre em Direito e professor de Processo Civil, Luís Cláudio da Silva Chaves; Eurico Bitencourt Neto, secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais, doutorando em Ciências Jurídico-Políticas pela Universidade de Lisboa e professor de Direito Administrativo; desembargador Rogério Medeiros Garcia de Lima, doutor em Direito Administrativo pela UFMG, entre outros.

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br

Seguidores