terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Minas Gerais recebe 99.388 doses de vacina contra meningite C

 

Osvaldo Afonso/Secom MG
A Fundação Ezequiel Dias (Funed) recebeu 99.388 doses da vacina contra meningite C
 Fundação Ezequiel Dias (Funed) recebeu 99.388 doses da vacina contra meningite C

BELO HORIZONTE (19/01/10) - A Fundação Ezequiel Dias (Funed) recebeu na madrugada desta terça-feira (19) 99.388 doses da vacina contra meningite C. Com esse carregamento chegou a 70% o percentual das entregas previstas para o primeiro ano do contrato que foi assinado entre o Governo de Minas Gerais e o laboratório suíço Novartis, em setembro de 2009. Nessa data, a vacina foi incorporada ao calendário mineiro de imunização. Até o fim deste semestre, o Estado receberá as 303.026 doses restantes, das 1,1 milhão previstas para os primeiros 12 meses de contrato.

O carregamento de vacinas chegou ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN) pelo cargueiro de grande porte MD11, da Lufthansa Cargo, de aproximadamente 61,3 metros de comprimento e 51,7 metros de envergadura. O pouso de uma aeronave dessas dimensões se tornou possível graças às melhorias e obras implementadas no aeroporto pelo Governo de Minas, em parceria com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Com a viabilidade da aterrissagem, Minas Gerais ganha agilidade em logística de carga evitando que seja destinada a outros aeroportos do Brasil e em seguida redirecionada para o Estado.

Ao receber as vacinas, o AITN atesta sua capacidade de manejar cargas perecíveis, oferecendo rapidez e qualidade no serviço de desembaraço, armazenagem e transporte, consolidando-se como um dos grandes aeroportos do país e da América do Sul.

Após o desembarque, os contêineres foram armazenados na câmara fria da Infraero, no terminal de cargas. Durante esta terça-feira (19), em horário comercial, está sendo realizado o processo de liberação da carga, junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Infraero, Receitas Estadual e Federal. Assim que o processo de liberação for concluído, um caminhão refrigerado da Funed realizará o transporte das doses do aeroporto para a sede da Fundação no bairro Gameleira.

A Funed é responsável por manter as condições de armazenamento do produto e enviar amostras para verificação no Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS/Fiocruz), no Rio de Janeiro, que realiza o controle de todos os imunobiológicos (vacinas e soros), adquiridos e produzidos por laboratórios públicos e privados. Em seguida, as doses da vacina são encaminhadas para a Secretaria de Estado de Saúde (SES), responsável pela distribuição nos postos de saúde do Estado.

Dados da campanha

A campanha começou no dia 28 de novembro de 2009, quando cerca de 242 mil crianças receberam a dose e o Governo Estadual espera que, nos próximos meses, todos os bebês entre três a 23 meses estejam vacinados, uma população estimada em 540 mil. A cobertura até dezembro de 2009 era de 68% desta população. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) investiu cerca de R$ 24,5 milhões na campanha, adquirindo 800 mil doses.

A expectativa é que, em cinco anos, a vacinação seja ampliada às crianças de até cinco anos e que todas elas, um total de 1,3 milhão de crianças no Estado, estejam protegidas contra meningite C.

As crianças até dois anos, faixa etária foco da campanha, são as que apresentam maior grau de letalidade quando infectadas pela meningite do tipo C. As que sobrevivem costumam sofrer graves sequelas, como surdez, paralisia e demência.

Pioneirismo

Com a campanha, Minas Gerais se antecipou ao resto do país, já que o Ministério da Saúde (MS) pretende incluir a vacina no calendário nacional só em 2011. O objetivo da iniciativa é beneficiar a população de forma rápida. O pioneirismo de Minas também estará na produção de vacinas. Em setembro, o Estado e o laboratório suíço Novartis assinaram um acordo de transferência de tecnologia. Pelo acordo, a Fundação Ezequiel Dias (Funed), num prazo de cinco anos, estará apta para fabricar as doses, o que economizará em 40% os gastos do Estado no combate à meningite C. A produção será suficiente para atender não só os mineiros, mas também uma parcela da população de outros Estados. A fábrica da vacina já está em construção e deve ser inaugurada no segundo semestre de 2010. Para as obras e a transferência de tecnologia, serão empregados cerca de R$ 56 milhões.
 
Agência Minas
--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Seguidores