sábado, 9 de janeiro de 2010

CVT de Itabira beneficia mais de cinco mil pessoas em 2009

ITABIRA (08/01/10) - O Centro Vocacional Tecnológico (CVT) de Itabira, na região Central do Estado, comemora os resultados obtidos em 2009. A unidade certificou mais de cinco mil alunos no ano passado, contribuindo para o aumento de mão de obra qualificada e para o crescimento do empreendedorismo local.

 "Os cursos são oferecidos de forma a capacitar o cidadão para uma colocação no mercado de trabalho e para atender as demandas de recursos humanos das empresas da região. Entre os diversos cursos que dispomos, os mais procurados são os de informática. Em 2009 formamos 2,3 mil alunos na área, contribuindo para a inclusão digital", explica o coordenador do CVT, Rodolfo Silva.

Além da capacitação para o uso da tecnologia, a unidade oferece formação para artesãos, pintores, cabeleireiros, esteticistas e instrumentistas cirúrgicos. Os cursos são realizados na sede do CVT, que dispõe de duas salas de inclusão digital, laboratório vocacional de turismo, sala de videoconferência e Núcleo de Apoio ao Empreendedor (NAE). Em média, cerca de 500 pessoas frequentam o CVT diariamente para a realização de cursos.

Maria Piedade Andrade, aposentada e moradora do bairro Areão, é uma das alunas do curso de Introdução a Informática. "Há oito meses eu frequento este curso que me traz grandes conhecimentos. Aqui, conheci coisas que me trouxeram de volta para a atualidade", disse.

Turismo

O Laboratório de Turismo capacita os alunos para oferecer atrativos do artesanato local. São oferecidos cursos de biscuit, pintura em tecido, pintura em tela, chinelo bordado, colar de flores, patchwork, embalagens para presentes; crochê; decoupage em prato; decoupage em madeira; bijuterias e colar de viez; e tapete de arraiolo. A comunidade também encontra cursos profissionalizantes como cabeleireiro, manicure, pedicure e decoração de unhas, depilação, estética corporal; estética facial e violão.

De acordo com Rodolfo, além da capacitação profissional, muitas pessoas procuram os cursos como terapia. "É uma forma de sentirem-se vivas, de retornarem ao convívio da sociedade. É função do CVT qualificar para o mercado e, também, promover a cidadania."

Centros Vocacionais Tecnológico

Os CVTs pertencem ao projeto estruturador do Governo de Minas "Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado", coordenado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), por meio da Subsecretaria de Inovação e Inclusão Digital. O objetivo é ampliar a capacitação local e regional, combater a exclusão digital e social, gerar emprego e renda e contribuir para a melhoria de vida da população a partir da capacitação profissional.

Em 2009, o projeto se consolidou com a conclusão da implantação de 571 unidades interligadas em banda larga, representadas por 84 CVTs e 487 Telecentros, totalizando o investimento de R$ 90 milhões de recursos, provenientes do Governo de Minas e do Ministério da Ciência e Tecnologia, por meio de emendas parlamentares. Hoje, a rede conta 4.5 mil microcomputadores conectados, colocando Minas Gerais como o Estado a possuir o maior programa de inclusão digital e social do país. Aproximadamente 300 mil alunos já foram certificados em cursos presenciais e a distância, nas áreas comportamentais, gerenciais e profissionalizantes.

Agência Minas
--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Seguidores