quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Aécio participa da Cúpula dos Governadores nos EUA

LOS ANGELES (30/09/09) - Unir governadores de estados, províncias e regiões de todo o mundo com empresários, representantes da comunidade científica e de organizações civis para estimular o crescimento econômico e a criação de empregos “verdes”, reduzir a dependência de combustíveis fósseis e promover, ao mesmo tempo, as energias limpas, buscando diminuir as emissões de gases poluentes que causam o efeito estufa. Com essa meta foi aberta oficialmente nesta quarta-feira (30), em Los Angeles, a Segunda Cúpula dos Governadores sobre o Clima Global, evento organizado pelo governo da Califórnia e co-promovido por outros seis estados norte-americanos. 

O governador Aécio Neves, que chegou nesta quarta (30) a Los Angeles, foi convidado pelo governador Arnold Schwarzenneger para participar do evento. O tema de sua palestra, que ocorre nesta quinta-feira (1º), será “Estratégias energéticas para uma economia verde”. A palestra do governador está prevista para 16 horas, horário de Los Angeles. 

“Tenho certeza de que veremos aqui muitos exemplos de como os estados têm contribuído para que seus países encontrem caminhos para o desenvolvimento sustentável. É preciso que os estados sejam ouvidos pelos governos centrais para que, juntos, com ações complementares, se possa enfrentar com mais eficiência os problemas causados pelas mudanças climáticas”, disse Aécio Neves. 

A Cúpula dos Governadores vai discutir, entre outros temas, as implicações das mudanças climáticas na saúde pública, apresentar propostas sobre transporte, manejo de recursos hídricos e florestais e discutir inovações tecnológicas que possam gerar novas oportunidades para a indústria e a agricultura. 

“Desde o início do Governo, incorporamos a ideia de que a preocupação com o meio ambiente não pode ser um aspecto separado do restante de uma administração pública, mas deve permear toda ela. Pelos temas dos painéis que aqui vermos, é possível prever que outros estados de países europeus, asiáticos e daqui dos Estados Unidos têm posição semelhante à nossa. As discussões que aqui se travarão e a apresentação de experiências bem sucedidas podem abrir caminhos para novas parcerias", afirmou o governador. 

Lideranças 

Estão sendo esperados cerca de 1.500 pessoas para os mais de 30 workshops e painéis da Cúpula. Em todos eles, o objetivo é destacar a atuação de estados províncias e regiões, em sinergia com os governos federais, na busca de soluções para os problemas ambientais. 

O secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, José Carlos Carvalho, que acompanha o governador na viagem a Los Angeles, ressaltou a importância do evento. “Essa cúpula é um passo importante para o engajamento dos estados subnacionais nas articulações internacionais, visando um processo decisório mais ousado em relação ao aquecimento global”, disse. 

Os organizadores da cúpula querem que o encontro seja um evento preparatório do Fórum Mundial sobre Mudanças Climáticas, que ocorrerá em Copenhague em novembro, e que a ONU reconheça oficialmente as lideranças subnacionais como importantes interlocutores para o próximo acordo climático internacional. 

Outros quatro governadores de estados brasileiros participam da cúpula. Eles integram painel chamado “Soluções Florestais: Protegendo os pulmões de nosso planeta", na sexta-feira (2). Estão previstos os governadores Ana Julia (PA), Carlos Eduardo Braga (AM), Blairo Maggi (MT) e Arnóbio Marques Almeida (AC). 

No ano passado, a primeira Cúpula dos Governadores terminou lançando três documentos. Um deles: um acordo de cooperação entre os estados americanos, quatro estados brasileiros (PA, AM, AP e MT) e dois indonésios (Aceh e Papua), representando os maiores estados do mundo com áreas de floresta tropical, com o objetivo de lutar contra o desmatamento. Além deste acordo, foi assinada uma declaração conjunta propondo colaboração multirregional para lutar contra as mudanças climáticas e um protocolo de intenções para redução de emissões advindas do desmatamento.

Agência Minas

--
farolcomunitario.com.br | rede web de informação e cultura

Seguidores