sexta-feira, 10 de julho de 2009

Meu 1° Negócio - Mais de dois mil participantes no primeiro dia

O evento Meu 1º Negócio reuniu ontem mais de duas mil pessoas no Minascentro, em Belo Horizonte. No balanço do 1º dia foram contabilizadas 2.961 participantes em 72 atividades, como consultorias, palestras, seminários e oficinas. Na abertura do evento estiveram presentes o presidente do Sebrae Nacional, Paulo Okamotto, o presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE-MG, Roberto Simões, autoridades federais, estaduais e municipais. O Meu 1º Negócio, promovido pelo SEBRAE-MG é gratuito e termina amanhã (11/7).

"O evento oferece orientações para quem quer abrir uma empresa, buscar informação sobre formalização ou expandir os negócios. Nossa missão é de estimular o empreendedorismo e promover o desenvolvimento sustentável das micro e pequenas empresas no estado", destaca Roberto Simões.

Nas clínicas tecnológicas 156 pessoas se dividiram em 16 grupos para tirar dúvidas sobre fabricação de alimentos, controle de qualidade, comercialização e aproveitamento de resíduos.

Nove oficinas de artesanato, promovidas pelo Centro Cape, atraíram a atenção de 156 interessados em aprender a fazer marcador de livro, doce de coco, flores de papel e papel reciclado.

Em 13 salas, o SEBRAE-MG realizou palestras simultâneas sobre empreendedorismo e gestão. Entre os temas abordados estão planejamento de marketing, estoque e recursos humanos, inovação, avaliação de oportunidades, formação de preço de venda, liderança, lucratividade, controle financeiro e estratégia de comercialização.

O Empreendedor Individual foi um dos assuntos mais procurados. No evento, os participantes puderam esclarecer dúvidas sobre a Lei Complementar 128, que possibilita a formalização de trabalhadores informais. "Este ano daremos mais foco ao Empreendedor Individual. Estamos preparados para informar sobre os benefícios e as vantagens da formalização para aqueles que querem regularizar o seu negócio", explica o presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE-MG, Roberto Simões.

Paulo Okamotto destacou o compromisso do Sebrae de trazer para a formalidade mais de 11 milhões de empreendedores. "Antes da Lei 128 tínhamos muita dificuldade em prestar atendimento a estas pessoas, porque não sabíamos onde elas estavam, quanto elas ganhavam e quais as atividades faziam. Agora poderemos oferecer um melhor atendimento", afirma o presidente do Sebrae Nacional. 

Balanço parcial – (quinta-feira)

2.370 visitantes

2.961 participações em palestras, seminários, consultorias de gestão e negócio, oficinas e clínicas tecnológicas

72 atividades

179 participantes em oficinas

156 participantes m clínicas tecnológicas

160 consultorias de gestão e negócio

Meu 1º Negócio

Até sábado (11/7)

Minascentro / BH

Inscrições gratuitas no local

Informações: www.sebraemg.com.br ou 0800 570 0800

Assessoria de Imprensa do SEBRAE-MG


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Seguidores